Aveleda Futebol Clube : site oficial do clube de futebol de Aveleda, Vila do Conde - footeo

Entrevista a Margarida Cerejo: Capitã Equipa Feminina do Aveleda FC

21 de abril de 2018 - 11:24

1.Em primeiro lugar e antes que tudo, como surgiu este gosto pelo futebol/futsal?

Bem, tenho 2 irmãos mais velhos e como tal cresci com eles. Como é normal gostava de os copiar e imitar, e como é óbvio havia sempre uma bola de futebol presente para correr pela rua. Desde cedo que me dediquei ao desporto, inclusive ao futebol, e também futebol de 7.

2.Desde sempre pensou em representar o Aveleda FC? Como surgiu esta ligação com o clube? É fácil conjugar a vida pessoal e profissional com o futsal?

Representar o Aveleda FC nem sempre esteve na minha cabeça. Mas devido a alguns problemas pessoais fui forçada a abandonar o futebol. Estive 2 anos parada, mas a vontade de voltar era muita. Então, acabei por juntar o útil ao agradável. Não dependia de ninguém para me levar nem trazer e conhecia as pessoas que na altura estavam na equipa: jogadoras, equipa técnica e presidência. E agora cada vez se torna mais difícil, com o trabalho nem sempre é possível comparecer aos treinos, o que deixa a equipa desfalcada.

3.Analisando as épocas em que já representou as cores do Aveleda FC, quais foram os momentos mais marcantes/positivos enquanto jogadora?

No início, como equipa, nunca nos podemos queixar em termos de balneário, mas os últimos tempos foram mais difíceis. Com o vai e vem de treinadores e de jogadoras deixamos que isso interferisse com a nossa ligação como equipa, coisa que não deveríamos ter permitido. Positivamente aprendi muito com este clube, até porque a equipa sempre foi constituída por pessoas mais velhas e por sua vez mais maduras. Eu era das mais novas, portanto acabei por ter que crescer e adaptar. O que mais me marcou foi o amor à camisola e a alegria mesmo com a falta de resultados, o querer sempre mais!

4.Tendo em conta o campeonato do concelho de Vila do Conde, acha que é uma competição aliciante? O que poderia ser melhorado?

O campeonato evoluiu muito com o passar dos anos. Enquanto que no início haviam os jogos mais acessíveis e os menos acessíveis, agora temos um campeonato onde as equipas foram evoluindo enquanto que nós não o conseguimos fazer, talvez devido ao nosso posicionamento geográfico. Isso acabou por nos prejudicar e, junto com outros fatores, também desmotivar. O facto de não haver as mesmas oportunidades para todas as equipas acho que era um aspeto que deveria ser melhorado!

5.Sendo este um desporto maioritariamente praticado por homens, para os mais curiosos, como é um balneário feminino? É complicado de gerir?

Acho que não é assim muito diferente do dos homens! Existem também as brincadeiras e as picardias e existe uma coisa de bom, que nem sempre se vê num balneário masculino, que é a alegria e a emoção. Digo isso devido à competição para o melhor lugar na equipa que numa equipa masculina às vezes está presente, o que pode gerar muita rivalidade e por vezes muitas divisões! Isso é algo que num balneário feminino não se vê tanto. Não acho que seja difícil de gerir, mas também sou suspeita! Como é claro já achei mais fácil, mas agora como passei eu a ser das mais velhas, por vezes torna-se mais complicado lidar com algumas atitudes imaturas! Mas essas toda a gente as tem de vez em quando.

6.Sente que existe, de alguma forma, preconceito em relação a um jogo feminino em comparação com um masculino?

Desde sempre que senti que existe esse preconceito. E muito dificilmente deixará de o haver! Por muito que o neguem, isso não faz com ele desapareça! E isso vê-se, desde o apoio em termos de adeptos, patrocínios e até mesmo dentro do clube. Mas isso é em qualquer clube, muitas vezes em pequenas decisões, pequenas coisas que se faz de uma forma inocente e que acaba por se notar esse preconceito. E, no entanto, para a maioria é algo normal.

7.Que análise faz à sua época, a nível coletivo e a nível pessoal? E já agora, que balanço faz da sua carreira até ao momento?

Não acho que tenha sido uma época muito produtiva em termos de resultados, mas em termos de balneário, conseguimos voltar a ter um ambiente de família, onde todas se conhecem e sabem os limites de cada um, possibilitando as brincadeiras e uma maior união tanto dentro como fora de campo. Mas a nível de aprendizagem estas 2 épocas foram as que mais se destacaram. Agora a nível pessoal, percebi que não se deve confiar uma equipa nas mãos de qualquer um. Percebi que nem qualquer um é merecedor de uma equipa como nós, que mesmo nas derrotas se mantém alegre e de cabeça erguida. Que sabe o que é amor à camisola e faz jus a ele! Que tem sonhos e ambições, mas que sabe com humildade manter os pés nos chão. Que mesmo sendo apenas 4 treinar, o treino se realiza e com satisfação não contra a vontade! Sabemos que podia ser melhor, mas se por algum motivo não nos é possível pelo menos vamos e cumprimos com a nossa palavra. Somos uma família de 4 gerações, e mesmo quem por variados motivos teve que abandonar a equipa, continua a fazer parte do grupo e isso é que nos torna tão especiais: o facto de o sentido de união ser levado para fora de campo e de equipa!!!

8.Em relação ao futuro, gostaria de dar continuidade à equipa feminina? Com que ambições?

Sim, gostava de dar continuidade à equipa feminina. Mas a verdade é que já estou cansada de, como disse a Palmira, rumar contra a maré. Foram 4 épocas a trabalhar, a tentar sempre que o clube progredisse e nunca conseguir obter resultados. Torna-se desgastante e frustrante, tanto a nível pessoal como a nível coletivo. 

 

 

Comentários

    P J V E D GM GS DG
1 GD Árvore 17 7 5 2 0 29 11 +18
2 Tougues 17 7 5 2 0 22 7 +15
3 Aveleda FC 16 7 5 1 1 18 5 +13
4 Bagunte 15 7 4 3 0 18 8 +10
5 ACD Arcos 15 7 4 3 0 12 5 +7
6 Touguinha 15 7 5 0 2 25 18 +7
7 CCD Macieira 13 7 4 1 2 11 8 +3
8 Guilhabreu 13 7 4 1 2 14 14 0
9 Desp. Vilar 12 7 4 0 3 18 16 +2
10 GDC Rio Mau 9 7 3 0 4 12 14 -2
11 Fornelo 7 7 2 1 4 14 17 -3
12 FC Malta 5 7 1 2 4 8 15 -7
13 CDCR Gião 5 7 1 2 4 7 14 -7
14 Vairão 4 7 1 1 5 9 22 -13
15 Fajozes 4 7 1 1 5 7 17 -10
16 Retorta 4 7 1 1 5 6 18 -12
17 Veteranos de Vila Chã 3 7 0 3 4 5 12 -7
18 Labruge 3 7 1 0 6 11 25 -14